3 livros para viajar

Um dos meus hobbies favoritos é ler. Desde bem nova passava longe dos livros de ficção, e só mais velha fui descobrindo qual categoria literária despertava mais meu interesse, e um deles é: drama. Outra categoria: relatos de viagem. Esse último por sua vez, é de longe um dos meus favoritos. Sabe aquela sensação de estar pisando no mesmo chão que conta nos livros? Então, é exatamente isso.

  • Paquistão, viagem à terra dos puros, Fernando Scheller

Eis o livro que fez com que me apaixonasse por relatos de viagem. Paquistão, viagem à terra dos puros é um relato de uma viagem que durou quase dois meses do jornalista Fernando Scheller. Nessa jornada, o jornalista passa pelos lugares mais entranhosos do Paquistão, vivendo na residencia de uma família da região noroeste do país, aprendendo diariamente hábitos prosaicos e práticas sociais do povo paquistanês. Particularmente, sempre tive curiosidade sobre a cultura dos países islâmicos, então tinha certeza que viajaria nesse livro e me sentiria como se estivesse lá.

  • Caçadores de bons exemplos, Iara e Eduardo Xavier

Durante uma viagem de rotina em um determinado final de semana, Iara e Eduardo decidiram fazer uma viagem de cinco anos em busca de brasileiros que estão mudando o lugar onde vivem. Pessoas em busca de soluções, fazendo a diferença e sendo exemplos para a comunidade. Li, repassei, minha mãe leu e além de viajar por lugares que talvez não sabíamos que existiam em nosso país, descobrimos muita gente boa fazendo o bem. Esse livro é inspirador e recomendo a todo mundo. Lição de vida.

  • Livre, Cheryl Strayed

Depois da inesperada morte da mãe, com a família desunida e um casamento arruinado, Cheryl tomou a decisão mais implulsiva da sua vida: caminhar sozinha cerca de 1.770km pela costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, no sul da Califórnia, atravessando do Oregon até Washington. Sem experiência alguma em caminhas de longa distância, Cheryl tinha o único objetivo de concertar sua própria vida. Que história, que caminhada, que lição de vida. Tenho uma admiração imensa pela vida de Cheryl e por essa decisão. O livro é lindo, conta detalhes como se estivesse caminhando e sentindo tudo o que ela sentiu durante a caminhada. E pra quem te interesse, tem o filme estrelado por Reese Witherspoon com trilha sonora e fotografia impecável.

Poderia escrever uma lista dos livros e filmes que de alguma maneira relatam viagens, ou conta sobre uma determinada cultura e que recomendo. Lugares, pessoas e histórias tem o poder de nos inspirar a tornar pessoas melhores e é isso o que busco constantemente. Espero que leiam as histórias e voltem nos comentários pra contar o que achou.

Até logo,

assinatura

Anúncios

Ninguém é alguém sem um outro alguém

Essa semana eu tive a imensa oportunidade de conhecer o canal do Thiago Rodrigo através de um dos treinamentos teóricos que tenho por conta do meu trabalho. O vídeo passado não poderia ser outro: Ubuntu. Pra quem não conhece o significado dessa palavra, Ubuntu é uma palavra que representa uma filosofia e ética africana que significa: “Sou o que sou, porque somos todos nós.”.

Eu tenho uma certa admiração por questões que não discrimina pessoas por raças, crenças, etnias, classe econômica, orientação sexual, entre as mais diversas diferenças. Somos todos um só. Precisamos de outras pessoas para sermos quem somos, independente de escolhas. Como Thiago diz no vídeo, “ninguém é alguém sem um outro alguém.” e essa é a mais simples verdade. O mundo anda cada dia mais individualista. Muitas pessoas ainda acreditam que tudo gira em torno delas e cada vez mais as pessoas estão se tornando autossuficiente e não é bem por aí. A ganância e o interesse em sempre querer mais e mais não se importando com o amigo do lado e com as diversas questões que envolvem a decisão de nossas escolhas pessoais, deixam mais evidente que a tendência é cada dia menos olhar para o outro com compaixão em prol de ajudá-lo com o que estiver ao nosso alcance.

Que a filosofia Ubuntu possa propagar para mais e mais pessoas. Não é da noite para o dia que mudamos, mas termos consciência do que para sermos o que somos, precisamos de outro alguém já é o ponto de partida para colocar em prática. E que a cada dia podemos fazer mais pelos outros, porque assim estaremos fazendo muito por nós mesmos.

Ubuntu para nós!

assinatura

Viva a beleza natural

Quem nunca se deparou em um situação onde se viu obrigada a usar qualquer tipo de maquiagem pois, caso ao contrário, não estaria sendo bem vista ou não estaria se sentindo bem? E atire a primeira pedra quem nunca se sentiu menos que os demais porque sua autoconfiança estava lá embaixo por conta da aparência?

Depois do imenso sucesso de “Girl On Fire”, Alicia Keys retorna a lançar um novo álbum com uma pegada bem interessante e incomum no mundo das celebridades. Cansada de precisar esconder suas imperfeições em busca de um padrão de beleza aceitável, a cantora desabafou a razão pelo qual aceitou sua beleza natural: “não queria mais esconder meu rosto, minha mente, minha alma, ou os meus pensamentos, meus sonhos, minhas lutas, e o meu crescimento emocional. Nada mais.”

aliciakeysexclusivebestfitshot1

Somos cobradas o tempo todo que não conseguimos “respirar” nós mesmos e muitas perguntas passam a surgir: “todas as meninas estão usando maquiagem, por que você não?”, “Mas só um batom? Passa o restante..”, “Você viu aquela maquiagem de fulana? Ficaria ótima em você..” entre outras. Mas acontece que nós temos escolhas e todas as escolhas que pretendemos fazer tem como um único objetivo: nos fazer feliz. Nos fazer sentir cada dia mais nós mesmos e, consequentemente, nos amar inteiramente por nossas escolhas. Afinal, ninguém gosta de arrependimentos, né?!

Todos chegamos a um momento em nossas vidas (especialmente garotas) onde tentamos ser perfeitos.

Em tempos onde a cobrança continua sendo exigida, é incrivelmente belo algo que tem tudo para ser comum, de fato, estar sendo admirado por isso. Seria muito irônico da minha parte discriminar o uso de maquiagem. Não, meu ponto de vista não é esse, mas sim o uso consciente e o respeito por nós mulheres. Somos bonitas porque estamos felizes e isso deve ser o suficiente. Se um dia quisermos acordar com nenhuma vontade de se maquiar ou ir a algum evento com hidratante facial, que assim seja. Somos bonitas pela nossa essência, temos valores, princípios e inúmeras qualidades que nos fazem em todas situações mais bonitas, independente de fatores externos.

2016 BET Awards - Arrivals
LOS ANGELES, CA – JUNE 26: Singer Alicia Keys attends the 2016 BET Awards at Microsoft Theater on June 26, 2016 in Los Angeles, California. (Photo by Jason LaVeris/FilmMagic)

Essa decisão da cantora não é tão recente assim e sei que existem outras personalidades que assumiram sua beleza natural, mesmo diante de toda a produção e “aceitação” imposta pela mídia. Que mais exemplos como esse possam ser reproduzidos e chegar a uma massa de garotas que se sentem inseguras com a aparência. Inspirações podem vir de qualquer lugar, de diversas plataformas, mas a maior inspiração de todas é nós mesmos. Poder compreender e aceitar tudo o que nos envolve, todos as lições e histórias de vida, o que gostamos ou deixamos de gostar, nos aproxima ainda mais de nós mesmos e é aí que o amor pelo que somos se transforma e nada é capaz de nos colocar para baixo.

Que todas nós possamos nos amar exatamente como somos, sem exigências, com respeito a nós mesmas e principalmente, com liberdade para usar e ser o que quisermos.Mesmo distante, Alicia e todas que cooperam para esse movimento, conseguiu abraçar todas nós.

assinatura

Estilo: quando menos é mais

Quando o assunto menos é mais é abordado, muita gente abre os olhos pra ler a respeito e descobrir um pouco mais sobre o universo minimalista. Não vou entrar no assunto minimalismo especificadamente (embora seja um dos assunto que mais gosto), mas vou trazer um pouquinho de inspirações quando o assunto menos é mais atinge a moda e as diversas maneiras de se vestir.

Uma das coisas que mais gosto é a praticidade. Nada mais prático do que não gastar muito tempo escolhendo qual peça usar e quais cores combinar. Seguindo essa linha, escolher as peças que tem um ótimo cabimento no seu tipo de corpo já facilita demais para as demais etapas. Outro ponto que gosto de dar mais atenção são nas cores e combinações. Eu tenho uma queda tombo enorme por cores neutras e peças de roupas sem muitas estampas, com uma padronagem de cortes e texturas. E por muito tempo, fui a “basicona” da turma, onde quer que eu estivesse. Saber combinar as peças básicas, torna o look muito mais interessante e as cores neutras passam a acrescentar muito conteúdo ao look.

foto1

A paleta de cores nesse estilo se resume a: branco, cinza, preto, bege e marrom. Mas não se limita, cores mais chamativas também fazem parte, assim como texturas diferentes, cortes, caimentos e peças atemporais. O jeans é peça curinga e compõe muito bem o look.

foto2

foito 6

No estilo minimalista da moda, o que preza é ter poucos e bons produtos. Dessa maneira, comprar uma peça, estando na moda ou não, de boa qualidade e que vai durar por muitos anos, torna o estilo consciente.

foto 7

foto 8

São infinitas combinações com muita praticidade pra montar um look minimalista. Não sou nenhuma expert em moda, muito menos formada, mas admiro muito essa pegada mais clean e simplificada em várias esferas da vida e claro, na maneira de se vestir não poderia ser diferente.

Se você gostou e quer compartilhar sua opinião, crítica ou acrescentar algo a respeito, fique a vontade em deixar um comentário aqui em baixo, vou adorar ler.

cocochanel

Imagens: Pinterest

As ilustrações de Carmel Seymour

Carmel Seymour é uma artista nascida em Londres, criada na Austrália e que vive atualmente em Reykjavik, capital da Islândia. Carmel usa lápis aquareláveis e giz de cera em tons pastéis, deixando a mensagem registrada nos papéis que não temos que saber todas as respostas, nem o final das coisas. É tudo sobre viagem, história e narrativa. Ela também define sua arte como “sentindo o mistério do mundo, a maneira de fazer sem ter todas as respostas” e é exatamente em cima desse sentimento que cria suas ilustrações com magia e sutileza.

Endeavour96x61cm_670

Feels-Lichen-home96x61cm_670

The-Secret-not-worth-Knowing96x61cm_670

Trust-games2_670

19Pull-the-string-and-I-come-untied109cmx160cm_670

13

4

Carmel-portrait2
Imagem: Eve Wilson

Impossível não se apaixonar pelo universo de Carmel, não é mesmo?! Toda sutileza, delicadeza e mistério em todas suas obras instiga nosso lado curioso e difícil descrever em palavras ou ações. Conheça mais o trabalho da artista no site (http://carmelseymour.com/)

assinatura