5 coisas que me fazem bem

cab

Estou participando de um grupo de blogueiras criado pela Vick Guimarães chamado CAB (Clube das Amigas Blogueira). Ela teve a ideia de fazermos uma blogagem coletiva, ou seja, todas as meninas do grupo postarem sobre o mesmo tema e ao final indicando todas as meninas participantes, afim de compartilhar com os leitores outras indicações de blogs. O tema de hoje é 5 COISAS QUE ME FAZEM BEM. Então vamos lá:

1. Ir ao cinema

giphy

Eu amo ir ao cinema e mais ainda ir ao cinema acompanhada. Um dos meus programas favoritos com meu amor é ir ao cinema juntinhos. Amo assistir filmes em casa também, mas o clima do cinema pra mim não tem igual. Cheirinho delicioso de pipoca, todo mundo se aconchegando nas poltronas e compartilhando do mesmo interesse que você é demais.

2. Tomar café

coffee-animated-gif-13

Já registrei aqui no blog como amo tomar café. Seja sozinha em qualquer lugar, no trabalho, em casa com minha família, na rua com os amigos.. Não tem hora nem lugar pra tomar uma boa xícara de café. É revigorante e me sinto muito melhor depois.

3. Praticar yoga

large

Há algumas semanas comecei pratica yoga em casa. Já fazia algum tempo que vinha pesquisando sobre a prática e seus benefícios, então decidi começar a praticar em casa mesmo. Gente, só tenho a dizer que estou muito melhor do que há algumas semanas atras. Minha respiração melhorou, durmo muito melhor, estou mais tranquila com relação a todas minhas obrigações e minha mente está mais calma.

4. Ficar sozinha

635976269779882500-750965995_tumblr_o5zwll1Af31ubccfwo1_500

Eu acho que todo mundo precisa tirar um tempinho pra si mesmo. Com a correria do dia-a-dia, muitas vezes esquecemos de coisas simples que deixamos de fazer e que faz toda diferença na nossa vida. Isso é muito comum hoje em dia. Ás vezes esquecemos do que faz felizes e muitas vezes não sabemos como é estar sozinho, somente nós e nossos pensamentos. Procuro sempre tirar um tempinho no meu dia pra fazer coisas que gosto ou só ficar curtindo minha presença.

5. Agradecer

agnes

Seja um amigo, seja alguém da família, mas principalmente à Deus. Pra mim, um dos valores que sempre levo no meu coração é o hábito de agradecer. Eu acredito que somos regidos por um Ser maior que está lá em cima cuidando de nós, das pessoas que amamos e do nosso destino. Todos os dias antes de dormir agradeço por tudo o que jamais conseguiria sem a força do Altíssimo.

Se você é blogueira e quer participar do nosso grupo, entre em contato com a Vick que ela dará todo o suporte pra participar de futuros projetos. Conheça também as blogueiras que já estão participando:

assinatura

Anúncios

Wishlist Literária #1

Hoje vim compartilhar com vocês alguns livros que estão na minha lista de desejos há algum tempo. De vez em quando bate aquela ressaca literária, né? Eu sou muito vítima disso. Embora eu goste muito de ler, enjoo fácil de alguns livros, por isso que muitas vezes leio 2 ou 3 livros com temas diferentes ao mesmo tempo. Assim, eu consigo concluir todas as leitura que quero.

Já faz alguns anos que descobri o Skoob. Pra quem ainda não conhece, o Skoob é uma rede social  brasileira feita para leitores. Ela é um ponto de encontro para leitores e novos escritores, onde é possível trocar sugestões de leitura e organizar reuniões em livrarias. Na verdade, foi através dela que impulsionei meu hábito por leitura. E o Skoob foi muito legal nessa descoberta porque eu conseguia organizar todas as minhas leitura. Então, dá pra organizar por lidos, lendo, vou ler, quero ler, desejo.. enfim, por várias categorias. Confesso que não ando utilizando muito o site porque de um tempo pra cá habituei a ler livros não somente físicos, mas em pdf, epub, entre outras plataformas digitais. Mas pra quem tem interesse, o site é ótimo.

Seguindo minha lista de desejos do Skoob, selecionei os 10 livros que mais quero comprar e ler pelos próximos meses:

livros 1 copy

1. O Castelo de Vidro, Jeannette Walls  Eu lembro que havia lido em algum lugar sobre esse livro e deixei pra lá. Então, no final do ano de 2014, lembro que meu chefe havia me tirado no amigo-secreto da loja e enquanto ele não sabia exatamente o que me daria de presente, perguntou se eu havia lido este livro e eu disse que não. Então ele me contou que foi um dos livros mais lindos e tocante que ele havia lido. Pois bem, já entrou pra minha lista de desejos. Sinopse: “Filha, a gente não tem dinheiro para o presente, mas escolhe uma estrela no céu, e fica com ela pra toda a vida.” Todo mundo pode dar uma segunda chance à vida. Em suas memórias, a jornalista e escritora Jeannette Walls nos mostra, sem pieguices e respostas fáceis, que tudo na vida é mesmo relativo, que as adversidades podem ser vividas com leveza, somando aprendizado e grandeza às nossas biografias.

2. Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven Confesso que a primeira impressão foi a que ficou nesse livro. Olha que capa mais amor, gente! Mas a história também me despertou curiosidade: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.

3. Comer Animais, Jonathan Safran Foer Há um tempo atrás, comecei a pesquisar muito sobre vegetarianismo e sobre como funciona a indústria de alimentos em todos os tipos. Assisti alguns documentário que hoje mudaram muito minha visão sobre alimentação e em uma dessas descobertas, eis que um dos livros mais indicados dentro desse assunto. Muitos dizem que esse é o livro que abre a sua mente e tudo o que você conhece sobre a indústria pecuária cai por Terra – ele realmente muda sua visão. Eu ainda não tive a oportunidade de comprar e ler porque aos poucos fui deixando de lado minhas pesquisas sobre esse assunto, mas pretendo voltar e lê-lo com toda certeza. Sinopse: Em seu primeiro livro de não ficção, Comer animais, Jonathan Safran Foer, autor do premiado Tudo se ilumina, publicado pela Rocco, mergulha no mundo da chamada pecuária industrial nos Estados Unidos – a criação intensiva de aves, porcos e bois –, assim como na pesca em larga escala e suas implicações para o meio ambiente. Após três anos de pesquisas, o resultado é um panorama assustador. Para que, levando em conta a inflação, a proteína animal custe hoje mais barato do que em qualquer outro momento da história americana, animais são submetidos a maus-tratos e abatidos para o consumo deformados e doentes; há pouco ou nenhum escrutínio público e supervisão eficiente por parte das autoridades sanitárias; rios e cursos d’água subterrâneos são poluídos por excrementos e dejetos da produção, com os custos, no sentido mais amplo da palavra, repassados à sociedade; e os ecossistemas do planeta correm risco de colapso em um futuro não tão distante.

4. Expresso Lunático, Carl Hoffman Geminiana que sou, tenho uma paixão imensa por assuntos diferentes e que de alguma maneira, despertam muito minha curiosidade. Expresso Lunático é um desses livros que fala sobre um assunto pouco comum e que eu amo. Sinopse: Ao mesmo tempo livro de viagem, repleto de aventuras, e investigação jornalística de primeira linha, Expresso lunático é fiel resultado do propósito – irresponsável, diria a mãe padrão – do autor: percorrer as Américas central e do Sul, a África e a Ásia valendo-se exclusivamente dos meios de transporte mais perigosos – aqueles aviões, barcos, trens e ônibus que caem, afundam e tombam anônima e semanalmente – dos países com os mais caóticos sistemas públicos de transporte.

5. Como O Mundo Faz Amor, Franz Wisner Se um dia eu quisesse me formar em Comunicação Social, com certeza eu seria uma dessas viajantes pelo mundo em busca de resposta sobre os mais diversos temas e sentimentos. Acho isso demais e esse é um dos livros que quero muito ler. Sinopse: Quando uma pessoa é abandonada no altar e forçada a dividir uma série de suítes de núpcias numa lua de mel com seu irmão, pode-se dizer que se tem uma coisa ou duas a aprender sobre o amor. É isso que Franz Wisner decidiu fazer em ‘Como o mundo faz amor’, viajando com seu irmão para diferentes países com a missão de coletar lições de amor que o mundo tem a oferecer, para tentar reconstruir sua vida amorosa.

livros 2 copy

6. Para todos os amores errados, Clarissa Côrrea Por muitos anos da minha adolescência, mantive um fórum em uma comunidade do Orkut no qual eu escrevia textos soltos. Lembro também que muita das minhas inspirações vinha de crônicas, quotes de séries e textos soltos de autores nacionais. O que é o caso de Clarice Corrêa, sempre quis ter um livro dela. Sinopse: Em Para todos os amores errados, lançamento da Editora Gutenberg, a redatora publicitária e blogueira Clarissa Corrêa escreve sobre as desilusões de um romance avassalador. Famosa por ter um de seus textos lido ao vivo por Pedro Bial, no programa Big Brother Brasil, Clarissa é certeira, indo direto ao ponto por meio de relatos sinceros, que recheiam o livro e dão uma pitada diferente no modo de pensar o amor. Entre os altos e baixos do fim de uma relação amorosa, a história é contada e sentida a partir de desabafos escritos em primeira pessoa, os quais, segundo prefácio assinado por Pedro Bial, “baixa a calcinha dos homens e mostra a cueca das mulheres”. Cheio de citações a personalidades do cotidiano atual, o texto adquire um tom de veracidade e aproximação a cada página, criando uma intimidade até mesmo cômica com que já sentiu ou passou pela mesma situação, em que o amar e ser amado não é responsabilidade de um só.

7. Caroline se Apaixona, Federico Moccia Não lembro se já falei do Federico em algum post aqui no blog, mas eu conheci ele antes mesmo de Nicholas Sparks (não desmerecendo o autor) e mesmo depois de ter lido os romances de ambos, Federico ainda conquista meu coração. Pra quem ainda não conhece, Federico Moccia é um autor italiano de romances literários. Se eu não me engano, faltam 3 livros pra completar minha coleção e Carolina se Apaixona é um dele. Sinopse:Carolina tem catorze anos de idade. Vive um momento mágico em sua vida. As amigas, sempre por perto. E os sonhos, quantos sonhos! E há os primeiros beijos roubados no escurinho do portão. E sempre aquela música que surge no momento certo. Festas, escola, brincadeiras, mas também existem as provas e outras coisas de gente grande. A avó é maravilhosa e sabe enxergá-la bem longe, lá no fundo de sua alma. Sobre o amor? O que se sabe? O que se vive? Como é realmente o amor? Talvez ele tenha os olhos de Massimiliano? O amor é aquilo? Quem sabe… Mas Carolina perdeu o celular, e com ele tudo o que sabia sobre o rapaz. Mesmo assim, ela não tem dúvidas de que conseguirá reencontrá-lo. Enquanto isso, sonha chegar bem perto da nuvens. E a vida transcorre sem preocupações. Entre as aventuras de cada dia e as sombras do convívio familiar não paira nem de longe a suspeita e a desconfiança. O seu coração está sempre acelerado a cada afeto que se abre e se transforma em esperança pelo futuro. E há uma estrada infinita diante dela que convida a seguir caminhos desconhecidos. Carolina está pronta para ser feliz.

8. Por isso a gente acabou, Lemony Snicket Esse é uma daquelas histórias que todo mundo conhece alguém que já passou por essa situação ou nós mesmo encaramos. E eu acho tão bonito quando conseguimos traduzir sentimentos em forma de escrita, poesia, música, filmes. Eu acho que esse livro traz essa proposta. Sinopse:  Por isso a gente acabou trata, com a comicidade típica do autor, de uma situação difícil pela qual todos um dia irão passar: o fim de uma relação amorosa e toda a angústia, tristeza e incerteza que essa vivência pode gerar. Min Green e Ed Slarteron estudam na mesma escola e, depois de apenas algumas semanas de convívio intenso e apaixonado, acabam o namoro. Depois de sofrer muito, Min resolve, como marco da ruptura definitiva, entregar ao garoto uma caixa repleta de objetos significativos para o casal junto com uma carta falando sobre cada um desses objetos e do episódio que ele representou, sempre acrescentando, ao final, uma nova razão para o rompimento. Essa carta é o texto de Por isso a gente acabou, que é, assim, carregado de um tom informal e tragicômico – características da personagem – e traduz com um misto de simplicidade e profundidade a história de uma separação.

9. Cabul no Inverno – Vida sem paz no Afesganistão, Ann Jones Já disse que quero conhecer alguns países do Oriente Médio, né?! Já li alguns livros que contam a história desses países e, embora a realidade seja extremamente difícil e triste para a maioria deles, conhecer um pouquinho sobre eles parece que nos aproxima de uma realidade tão distante e pouco mostrada na mídia. Quais são suas revoluções? Quais são seus costumes? O que mais entristece a população? O que pensam a respeito de tudo o que os cercam? São algumas das perguntas que me instigam. Eu acho que esse é um dos livros que ainda não li sobre o assunto e que descobri até hoje, claro. Sinopse:  Este é o relato cortante de uma cidade lutando para erguer-se das ruínas. Trabalhando junto a uma infinidade de empobrecidas viúvas de guerra, recapacitando professores de inglês de Cabul, silenciados durante longo tempo, e inspecionando os presídios femininos da cidade, Jones adentra uma ampla comunidade de mulheres forçadas a viver à margem da sociedade: meninas-noivas fugitivas, prostitutas humilhadas, esposas desprezadas, vítimas de estupro. A um tempo indignado, profundo e extraordinariamente belo, Cabul no Inverno dá vida às pessoas e ao cotidiano de um lugar cujo futuro depende tanto do nosso.

10. A Arquitetura da Felicidade, Alain de Botton Já falei pra vocês que sou aspirante à arquitetura? Pois bem, me formar em arquitetura é o #1 da minha lista de coisas para fazer antes dos 30 anos. Claro que parte porque preciso de uma formação, mas mais que isso porque realmente amo tudo o que envolve arquitetura. Então, esse é um dos livros que ainda quero ler. Sinopse: “O que é uma construção bela?” Com esta e outras difíceis perguntas em arquitetura, o filósofo Alain De Botton mostra suave e delicadamente o quanto a beleza, a adequação e o conforto de um espaço nos afeta definitiva e diretamente, em nosso dia a dia. Sem receio de colocar seu pensamento numa área delicada, onde nem os próprios arquitetos gostam de tocar, De Botton nos esclarece porque há construções que emocionam, impressionam e são catapultadas à categoria de “belas”.

Esses são alguns dos livros que desejo comprar e ler. Se você já leu algum ou tem interesse em saber mais sobre algumas dessas histórias, deixe nos comentários sua opinião que vou adorar ler e saber um pouquinho mais dos interesses literários de vocês. Eu acho que exagerei um pouco na lista, mas foi por amor. ❤

assinatura

Filme “Como eu era antes de você”

mby_promo_001

Neste final de semana, eu e uma amiga fomos ao cinema assistir “Como eu era antes de você”, inspirado no drama romântico da autora Jojo Moyes. Já vinha há alguns meses assistindo aos trailer e muito ansiosa pra ver a adaptação e gente.. Quase escorreu uma lágrima durante o filme!

A sinopse do filme é: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

mby_stills_002

Eu não sou de chorar com filmes não, só se eu estiver muito sensível – o que não era o caso. Mas o que tinha de meninas chorando na sala de cinema foi surpreendente. A história é realmente cativante, a Emilia Clarke fez um papel incrivelmente delicioso de assistir. Você ri quase o filme todo com a tagarelice dela, mesmo o conteúdo do filme ser dramático e triste. Na verdade, eu acho que esse é ponto do filme: é a positividade numa história de amor tão triste.

O filme é dirigido por Thea Sharrock e de acordo com fontes, ela também irá dirigir a adapatação de “A Seleção” da autora Kiera Cass, então lá vem coisa boa em breve. A trilha sonora é realmente maravilhosa, conta com Imagine Dragons, Ed Sheeran, X-Ambassadors, entre outros.

O que eu tenho pra dizer além de tudo é: Corra para o cinema mais próximos e não deixem de se emocionar com a história de Lou e Will. O filme já tem meus 5 coraçõezinhos.

tumblr_o24a6qw0GH1ut2o4so4_500

assinatura

TAG | Complete a frase

tumblr_no3bx4b2vm1runt43o1_1280

• Sou muito… preocupada. Mas quero muito deixar de ser tão preocupada assim, isso me atrapalha em alguma ocasiões.
• Não suporto… pessoas que faltam com respeito. Eu acho que o respeito é um dos valores que todo mundo deveria ter.
• Eu nunca… entrei em uma balada. Sim, nunca, nunca. Só baladinhas de casamentos e aniversários! XD
• Eu já… ganhei um concurso municipal de poesias.
• Quando criança… levava a sério as brincadeiras de criança e por esse motivo, eu sempre acaba com as brincadeiras quando não estava favorecendo a mim.
• Eu morro de medo de… fundo do mar! Embora eu achei lindo as criaturas marinhas e toda vida que existe nas profundezas do oceano, morro de medo. Imagina se eu estou na praia e sou arrastada para o fundo do mar?! Acho que morro primeiro de medo! Hahah
• Neste exato momento… estou comendo brigadeiro de panela e ouvindo música.
• Eu sempre gostei de… flores. Acho tão encantador! ^_^
• Se eu pudesse… faria um mochilão pelo Oriente. (Síria, Egito, Israel, Estado da Palestina, Turquia, Arábia Saudita..) acho tão peculiar esses lugares!
• Fico feliz quando… reencontro meu amor e passamos muito tempo juntinhos. ♥
• Se eu pudesse voltar no tempo… arriscaria mais! Seria mais mente aberta sobre o que é certo e errado.
• Adoro… tomar café da tarde com as pessoas que amo e conversar muito!
• Quero muito…  conhecer novos lugares!
• Eu preciso… ir a um show da banda minha banda favorita: The Script.
• Não gosto… de crueldade e injustiça. Seja com crianças, pessoas, animais, meio ambiente e todos os seres viventes do planeta que não fazem mal a ninguém, que são eles mesmo e, principalmente, que lutam como todos nós a cada dia.

Eu não conhecia essa TAG. Vi no blog da Jéssica (https://esteladodoparaiso.wordpress.com/) e não fui indicada nem nada, só achei legais as perguntinhas e resolvi responder pra vocês me conhecerem um pouquinho melhor. Quem quiser responder, fique a vontade. Me conte nos comentários caso responda, quero ler também.

assinatura

Imagem: We heart It

Casa & Decoração: Jogo de cama listrado

LISTRADO

Sabe aquela ideia que a casa precisa ser um aconchego? E o que combina melhor com aconchego se não cinza e listras? No quarto?! Mais ainda! Existem inúmeras opções de colocar listras nos ambientes da casa, como por exemplo: papel de parede, estofado da cadeira, almofadas, objetos decorativos.. e eis que no quarto, o jogo de cama.  Nada mais simples, minimalista e sereno que enxoval, almofadas, travesseiros com a pegada mais clean. Tudo fica harmonioso e um charme só.

listraslistras 2

Dependendo da composição, dá pra deixar o ambiente com uma pegada mais minimalista – sobre saindo as listras clean – ou brincar com cores e estampas diferenciadas, já que mais uma vez, as listras neutralizam o ambiente.

assinatura

Imagens: Pinterest/We heart It